Voltar

Vacinação inicia em janeiro para mais de 950 mil pessoas

03/12/2020
46. Semana-Europeia-da-Vacinação_Desktop

A vacinação contra a COVID-19 vai ter início em janeiro nos pontos de vacinação nos centros de saúde, anunciou hoje o coordenador da Task-Force para a vacinação, Francisco Ramos.

Durante a apresentação pública do plano, destacou que o Serviço Nacional de Saúde “tem uma experiência de 40 anos no programa”, existindo mais de 1200 pontos de vacinação.

Quanto aos grupos prioritários, anunciou que numa primeira fase serão vacinadas cerca de 950 mil pessoas. O primeiro grupo serão as pessoas com 50 ou mais anos e com patologias associadas, profissionais e residentes em lares e unidades de cuidados continuados a profissionais de saúde que prestem cuidados diretos no âmbito da pandemia ou as forças de segurança.

Numa segunda fase, será dada prioridade a pessoas com mais de 65 anos sem patologias associadas e pessoas com mais de 50 anos, mas com outras doenças associadas, como diabetes, neoplasias, entre outras, estimando-se que sejam abrangidos cerca de 1,8 milhões de cidadãos. A terceira fase englobará o resto da população.

De acordo com a ministra da Saúde, Marta Temido, haverá 22 milhões de doses disponíveis. “Portugal tem um plano para a distribuição de vacinas. Este é mais um passo de um trabalho que começou há muitos meses”, salientou na abertura da sessão.

Além da monitorização das reações adversas, da possibilidade de agendamento da vacinação e do desenvolvimento de estudos de seguimento clínico, prevê-se “uma campanha de comunicação ampla que gere confiança na população”, exemplificou Francisco Ramos.

A vacinação será universal, gratuita e facultativa, tal como já tinha sido noticiado, cumprindo-se o que ficar estipulado no resumo das características do medicamento.