Voltar

Taxa de transmissibilidade continua a descer

tres medicos

A Ministra da Saúde, Marta Temido, destacou esta sexta-feira que o índice de transmissibilidade da COVID-19 tem vindo a descer, situando-se atualmente nos 0,94.

Em declarações aos jornalistas na conferência de imprensa de atualização dos dados da pandemia da COVID-19, a governante adiantou que, de 23 a 27 de julho, o índice de transmissibilidade (o chamado RT) foi estimado em 0,94, podendo variar entre 0,93 e 0,96.

“Os resultados indicam que o número de novos casos a cada geração da doença mantém-se numa trajetória de decréscimo paulatino a nível nacional, o que mostra os frutos do que tem sido o trabalho da saúde pública, dos profissionais de saúde em geral, dos portugueses”, sublinhou Marta Temido.

Nos últimos sete dias, a taxa de incidência foi de 13,4 novos casos por 100.000 habitantes. Já nos últimos 14 dias, a taxa de incidência foi de 29,1 novos casos por 100.000 habitantes.

Relativamente ao número de surtos ativos, a Ministra da Saúde revelou que que continuam ativos no país 194 surtos: 47 na região Norte, 12 na região Centro, 106 na região de Lisboa e Vale do Tejo, 14 no Alentejo e 15 no Algarve.

As autoridades de saúde consideram um surto ativo até 28 dias – o equivalente a dois períodos de incubação – depois do caso mais recente registado.

Portugal regista esta sexta-feira 36.483 pessoas recuperadas da COVID-19, mais 343 do que ontem, o que corresponde a 71.4% do total de infetados pelo novo coronavírus desde o início da pandemia.

De acordo com o relatório de situação publicado hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS), o aumento do número de recuperados volta a ser superior ao de novos casos, que nas últimas 24 horas foi de 204 (49 no Norte, 4 no Centro, 128 em Lisboa e Vale do Tejo, 17 no Alentejo e 5 no Algarve). Desta forma, o país soma agora 51.072 pessoas infetada com o novo coronavírus.