Voltar

Taxa de testes positivos diários está abaixo dos 5%

testes banner

Portugal já realizou 674.000 testes de diagnóstico à COVID-19 desde o início da pandemia, registando, desde o dia 11 de maio, uma taxa diária de testes positivos abaixo dos 5%.

A informação foi avançada esta quarta-feira pelo Secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, na conferência de imprensa de atualização dos dados sobre a pandemia de COVID-19.

Segundo o governante, “a média do Rt estimado para Portugal, de 13 a 17 de maio, foi de 0.95”, o que significa que, a nível nacional, “um caso infetado originou em média menos de um caso secundário”.

“Estamos perante uma estabilidade deste indicador de transmissibilidade de infeção que, como todos já sabemos, refere-se ao número médio de casos secundários resultantes de um caso infetado, medido em função do tempo”, explicou o responsável.

Apesar de os dados terem de ser “olhados com cautela”, não podem ser ignorados até porque “acontecem na segunda semana da primeira fase desconfinamento, o que é também um alento e um sinal de confiança no nosso futuro coletivo”.

De acordo com o boletim epidemiológico publicado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal tem 29.660 casos confirmados de COVID-19, o que representa mais 228 do que no dia de ontem, ou seja, um crescimento de 0.8%.

A última atualização do relatório indica que existem 6.452 casos de recuperação (mais 21) e 1263 óbitos. Por outro lado, verificam-se 609 casos em internamento, dos quais 93 em unidades de Cuidados Intensivos, menos 8 do que na terça-feira.

A taxa de letalidade global situa-se nos 4.3% e acima dos 70 anos é de 16.1%. Do total de casos confirmados, 71.9% encontram-se a recuperar no domicílio, enquanto 2.1% estão em internamento hospitalar, dos quais 0.3% em unidades de Cuidados Intensivos e 1.8% em enfermaria geral.