Voltar

SNS vai retomar cirurgias e consultas na próxima semana

18/04/2020
vírus banner

As consultas e cirurgias que foram adiadas devido à pandemia de COVID-19 vão ser reagendadas nos próximos dias, dando prioridade aos casos que têm indicação para tal, adiantou este sábado a Ministra da Saúde, Marta Temido, na conferência de imprensa de atualização dos dados sobre a pandemia.

Segundo a governante, houve uma quebra “muito significativa” na atividade assistencial no Serviço Nacional de Saúde (SNS) devido à COVID-19. Ao nível dos cuidados de saúde primários, a queda nas consultas foi de 3.9% (menos 300.000 consultas), enquanto nas consultas hospitalares chegou aos 5.7% (menos 180.000 consultas).

No que diz respeito às cirurgias programadas para o SNS, registou-se uma diminuição de 5.3% (menos 9.0000) e a quebra nos serviços de urgência foi de 11.5%.

“Está na altura de invertermos esta lógica de que precisávamos de responder aos casos urgente e emergentes, e de suspender atividade programada”, referiu a Ministra da Saúde.

Nos próximos dias, revelou, será feito “um reagendamento da atividade assistencial não realizada, garantindo que começamos por dar prioridade aos casos que têm indicação clínica para tal”.

Com base no que foi a aprendizagem adquirida nas últimas semanas, Marta Temido referiu a necessidade de “manter o incentivo à realização de atividade assistencial não presencial, nomeadamente para renovação de receituário, atendimento por meios de comunicação alternativos, utilização de respostas de telessaúde e encaminhamento de situações triadas como verdes, azuis e brancas ao nível dos serviços de urgência para os cuidados de saúde primários”.

Para o normal funcionamento das unidades, será adotado um conjunto de medidas como o “reforço de equipamento de proteção” de profissionais, da higienização e a reorganização de locais como as salas de espera.

Em declarações aos jornalistas, a Ministra disse que o despacho de 16 de março, que determinou a quebra da atividade assistencial, será suspenso na próxima semana.

Portugal regista este sábado 19.685 infetados por COVID-19 (mais 663 do que na sexta-feira), 687 mortos associados à infeção (mais 30) e 610 casos de recuperação (mais 91).