Voltar

SNS reforça camas em enfermaria e cuidados intensivos

30/10/2020
hospital banner

O Secretário de Estado da Saúde, Diogo Serras Lopes, garantiu hoje na conferência de imprensa de atualização dos dados da pandemia que o Serviço Nacional de Saúde “respondeu, está a responder e continuará a responder à pandemia e ao seu impacto”.

O governante revelou que foram disponibilizadas para doentes COVID, na quinta-feira, “mais 600 camas de enfermaria e mais 93 camas em unidades de cuidados intensivos dentro do SNS”. Também no dia de ontem, “a taxa de ocupação global em camas de enfermarias dedicadas à Covid-19 foi de 84%” e a “taxa de ocupação global em camas de unidades de cuidados intensivos dedicadas à Covid-19 foi de 81%”, afirmou.

“Sabemos todos que continuaremos a enfrentar semanas difíceis”, afirmou Diogo Serras Lopes, frisando, no entanto, que a capacidade “atual do Serviço e do Sistema Nacional de Saúde continuará a ser expandida na medida do necessário, para garantirmos os melhores cuidados de saúde a todos num contexto de incerteza e de evolução rápida da pandemia a nível global”.

Diogo Serras Lopes acrescentou ainda que “tão fundamental como a capacidade de resposta é a necessidade de controlarmos e diminuirmos o número de casos novos”. “Todos, individual e coletivamente, temos o dever de reduzir ao máximo possível as possibilidades de contágio”, afirmou o Secretário de Estado da Saúde.

Sobre a questão das potenciais vacinas contra a COVID-19, o governante relembrou que embora este seja um contexto de incertezas, os especialistas de saúde estão “convictos e esperançosos” que estão a ser “dados bons passos” para haver uma vacina no fim deste ano ou no início de 2021.

“Portugal faz parte também da compra europeia de vacina e, portanto, naturalmente é algo que aguardamos com expectativa”, concluiu Diogo Serras Lopes.

Fonte: https://www.sns.gov.pt/noticias/2020/10/30/covid-19-resposta-a-pandemia/