Voltar

SNS continua a dar resposta às necessidades, assegura a Ministra da Saúde

04/07/2020
medicos

A Ministra da Saúde, Marta Temido, reforçou esta sexta-feira que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) continua com capacidade de resposta às necessidades do país, nomeadamente na resposta à pandemia da COVID-19.

“O Serviço Nacional de Saúde continua a responder nesta que foi uma semana difícil de luta contra a pandemia”, disse a governante aos jornalistas, na conferência de imprensa de atualização dos dados sobre a pandemia.

Segundo Marta Temido, o país tem 495 camas de enfermaria com doentes COVID-19, das quais 72 em unidades de Cuidados Intensivos.

Em Lisboa e Vale do Tejo (LVT), existem 365 camas de enfermaria e 60 camas de cuidados intensivos ocupadas por pessoas com COVID-19.

“Lisboa e Vale do Tejo tem 6.100 camas e 272 de cuidados intensivos”, destacou a Ministra, acrescentando que no país existem cerca de 21.000 camas hospitalares e 534 só de cuidados intensivos polivalentes de adultos.

Na sua declaração inicial, Marta Temido adiantou que as equipas multidisciplinares criadas no âmbito do combate à pandemia em LVT realizaram 1.100 contactos e visitas domiciliárias, numa região que conta com cerca de dez mil pessoas em vigilância pela saúde familiar.

Marta Temido disse que os números de novos casos “não são” os que o Governo gostaria de ter, considerando que a situação epidemiológica do país continua marcada “pela força do impacto em Lisboa e Vale do Tejo, mais concretamente na Área Metropolitana de Lisboa”.

De acordo com o boletim epidemiológico publicado pela Direção-Geral da Saúde, Portugal regista mais 374 infetados, dos quais 300 na Região de Lisboa e Vale do Tejo, e mais 11 mortes relacionadas com a COVID-19. Desta forma, o país contabiliza 43.156 casos confirmados e 1.598 óbitos.