Voltar

Reabertura das escolas e das creches tem corrido com normalidade

08/06/2020
criança banner

“Até agora, a situação da abertura de estabelecimentos escolares, incluindo as creches, tem sido pacífica do ponto de vista de casos [de COVID-19]”, adiantou esta segunda-feira a Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas, na conferência de imprensa de atualização dos dados da pandemia da COVID-19.

Segundo a especialista em saúde pública, “identificam-se casos isolados, atua-se em conformidade e não se têm verificado cadeias de transmissão”, pelo que “a situação é normal neste momento”.

“Até agora, a retoma em meio de creches e em meio escolar está a correr dentro do que é esperado, uma vez que o vírus ainda circula na comunidade”, explicou a responsável.

Com o reporte de “situações individuais”, a estratégia passa por isolar os contactos desses casos. “Um caso numa turma, seja de um aluno seja de um educador, leva a uma intervenção muito rápida das autoridades de saúde, com uma indicação muito clara. Em meninos mais crescidos, vai a turma toda para casa e ficam em isolamento e, além da turma, mais alguns contactos próximos que possam existir. E são feitos testes a todos”, esclareceu a Diretora-Geral da Saúde.

Quando há um caso positivo numa criança que frequenta uma creche, os colegas “não são testados a não ser que desenvolvam sintomas, mas também ficam em isolamento 14 dias”.

Questionada sobre a reabertura dos centros de dia, Graça Freitas adiantou que “é uma das situações que está a ser alvo de avaliação, ponderação” e “sairá dentro de pouco tempo uma orientação” sobre este tema.

De acordo com o boletim epidemiológico publicado hoje pela Direção-Geral da Saúde DGS), Portugal regista esta segunda-feira mais 192 casos confirmados de COVID-19, ou seja, mais 0.6%, o que eleva para 34.885 o número total de casos de doença. O crescimento é inferior ao dos últimos dias, mas o Secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, pediu cautela na apreciação dos números, porque é normal existirem menos notificações durante o fim de semana.

Por outro lado, registaram-se mais 161 casos de recuperação nas últimas 24 horas, pelo que o país contabiliza agora 21.156 pessoas curadas da infeção provocada pelo novo coronavírus, ou seja, 60.6% dos casos confirmados.

Do total de 12.244 casos ativos identificados neste momento, 97% encontram-se a recuperar no domicílio, enquanto 3% estão internados, dos quais 0.5% em unidades de Cuidados Intensivos e 2.5% em enfermarias.

O país contabiliza 1.485 óbitos relacionados com a COVID-19, sendo que a taxa de letalidade mantém-se nos 4.3%, subindo para os 17.5% na população com mais de 70 anos.