Voltar

Processo de vacinação dos lares vai seguir “critérios transparentes”

30/12/2020
acompanhamento médico desktop

O processo de vacinação contra a COVID-19 nos lares de idosos vai seguir “critérios transparentes” e as pessoas não terão de esperar muito tempo. A garantia foi dada ontem pela Diretora-Geral da Saúde na conferência de imprensa de atualização dos dados da pandemia em Portugal.

“Para cada grupo considerado importante, como os residentes dos lares, o espaço de vacinação não vai ser muito grande: uns são vacinados numa semana, outros na semana a seguir”, afirmou Graça Freitas.

Em relação aos critérios de seleção dos utentes dos estabelecimentos residenciais para idosos para receberem a vacina nesta primeira fase, Graça Freitas lembrou que a ‘task-force’ constituída pelo Governo para coordenar a vacinação está a analisar os critérios e indicou que a legalidade desses espaços não vai afetar o processo e será “tratado da mesma maneira” pelas autoridades de saúde.

“Quanto aos critérios, podemos usar mais do que um critério; por exemplo, o critério de lares que estejam localizados em concelhos de alta incidência – em que a probabilidade de haver penetração do vírus no lar e originar um surto é maior; um outro critério é o tamanho e a densidade populacional do lar – que poderá ter implicações maiores se tiver um surto; e o critério dos lares que tiverem surtos ativos, que não vão ser vacinados em pleno surto”, exemplificou.

Fonte: Lusa