Voltar

Portugal regista mais 335 recuperados e 418 casos confirmados de COVID-19

09/07/2020
vírus banner

Portugal regista esta quinta-feira mais 418 casos confirmados de COVID-19, mais 0.9% do que no dia de ontem, o que eleva para 45.277 o número total de infetados no país, segundo o boletim epidemiológico publicado hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

O número de doentes dados como recuperados também registou um aumento, havendo hoje mais 335 pessoas recuperadas, registando-se agora um total de 30.049 casos nessa situação.

De acordo com o relatório diário, o total de óbitos por COVID-19 é agora de 1.644, o que corresponde a um aumento de 0,8% em relação ao dia de ontem. Os 13 óbitos registados nas últimas 24 horas foram todos na Região de Lisboa e Vale do Tejo (527 ao todo).

Registam-se menos 25 pessoas internadas nas últimas 24 horas e são agora 487. Nos cuidados intensivos há menos uma pessoa internada, sendo agora 73.

Lisboa e Vale do Tejo, com 21.584 infetados, permanece como a região onde se regista o maior número de novos casos, 328 nas últimas 24 horas.

Depois de Lisboa e Vale do Tejo surge a Região Norte (17.957 casos), a Região Centro (4.245), o Algarve (com 683 casos) e o Alentejo (562). Os Açores têm 151 infetados e a Madeira 95 casos.

Há no país 11 concelhos com mais de 1.000 casos de doentes infetados, uma lista liderada por Lisboa (3.645), seguida de Sintra (2.850) e de Loures (1.910).

Quanto aos óbitos, a região com maior número continua a ser o Norte (821, o mesmo número de quarta-feira), seguida de Lisboa e Vale do Tejo (527, mais 13 do que na quarta-feira), da região Centro (248, sem alterações), do Alentejo (18, sem alterações) e do Algarve e Açores, com os mesmos 15 mortos cada em relação a quarta-feira.

Por faixas etárias, o maior número de óbitos concentra-se nas pessoas com mais de 80 anos (1.102), seguidas das que tinham entre 70 e 79 anos (315) e entre os 60 e 69 anos (148). Há 55 óbitos entre os 50 e 59 anos, 20 entre os 40 e 49, dois entre os 30 e os 39 e outros dois entre os 20 e os 29 anos.

As autoridades de saúde mantêm sob vigilância 34.102 contactos de pessoas infetadas – mais 877 do que na quarta-feira – e há 1.480 pessoas que aguardam resultados laboratoriais.