Voltar

Portugal já realizou mais de 600 mil testes de diagnóstico à COVID-19

O Secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, adiantou esta sexta-feira que “já foram feitos em Portugal mais de 600.000 testes de diagnóstico à COVID-19” desde o dia 1 de março.

“O desconfinamento não significou um relaxamento da testagem, pelo contrário. Portugal continua a aumentar o número de testes realizados”, disse aos jornalistas, na conferência de imprensa de atualização diária dos dados da pandemia de COVID-19.

No dia 13 de março, foram feitos em Portugal cerca de 17.500 testes de diagnóstico à infeção provocada pelo novo coronavírus. “Trata-se do dia em que foram realizados mais testes desde o início da pandemia”, sublinhou o governante.

Segundo António Sales, a rede é atualmente composta por 78 laboratórios, 32 no Serviço Nacional de Saúde (SNS), 22 privados e 24 referentes a outros laboratórios, nomeadamente o laboratório militar e os da academia.

De acordo com o boletim epidemiológico publicado hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal registou nas últimas 24 horas mais seis mortes por COVID-19, a subida mais baixa desde março. Com este aumento de 0.5% no número de óbitos, o país soma agora 1.190 mortes relacionadas com a infeção provocada pelo novo coronavírus.

O número total de casos confirmados de COVID-19 é atualmente 28.583, mais 264 do que no dia de ontem, o que corresponde a um aumento de 0.9%. Segundo a última atualização, registam-se 3.328 casos de recuperação (mais 130 do que na quinta-feira) e 673 casos em internamento, dos quais 112 em unidades de Cuidados Intensivos.