Voltar

Orientação para Profissionais de Saúde com Exposição a SARS-CoV-2 (COVID-19)

21/03/2020
tres medicos

A Direção-Geral da Saúde publicou hoje uma orientação para os profissionais de saúde, que estão na linha da frente, no combate à COVID-19. O objetivo é o de minimizar o risco de transmissão através da adoção de medidas de prevenção e controlo de infeção, incluindo o uso de equipamento de proteção individual.

Entre os diversos temas abordados, esta orientação inclui os procedimentos a adotar, a abordagem de caso suspeito em profissional de saúde no seu local de trabalho, a classificação do tipo de contacto próximo e os procedimentos de identificação e abordagem dos contactos próximos.

A higiene das mãos e a utilização de equipamento de proteção individual adequado para a prestação de cuidados, configuram os principais procedimentos a ter em conta pelos profissionais de saúde. Adicionalmente, estes devem avaliar e registar o seu estado de saúde, incluindo a medição da temperatura timpânica, bem como, o eventual aparecimento de sintomas sugestivos de COVID-19.

Perante o aparecimento de sintomas sugestivos de COVID-19, o profissional de saúde será considerado caso suspeito e deverá dirigir-se para a área de isolamento definida para o efeito, onde serão colhidas amostras biológicas para diagnóstico laboratorial. Se o resultado laboratorial for positivo, o mesmo é comunicado pelo serviço de Saúde Ocupacional ao profissional de saúde e à Autoridade de Saúde, para vigilância de contactos próximos.

A mesma orientação classifica também o nível de risco de contacto próximo, o qual está relacionado com o nível de exposição que o profissional teve com um caso confirmado de COVID-19, no âmbito da prestação de cuidados de saúde.

Orientação n.º 13/2020 da Direção-Geral da Saúde