Voltar

Número de doentes internados continua a diminuir

06/06/2020
internamento

A Ministra da Saúde, Marta Temido, destacou este sábado que Portugal mantém a tendência de diminuição no número de pessoas internadas por COVID-19 em enfermaria e em unidades de Cuidados Intensivos.

“Continuamos a reduzir o número de doentes internados por COVID-19, quer em enfermaria geral, onde tínhamos menos 6 doentes internados no período em análise, quer em Cuidados Intensivos, onde tínhamos menos um doente internado no período em análise”, adiantou a Ministra da Saúde, destacando que Portugal tem agora 57 doentes nestas unidades.

Na conferência de imprensa de atualização dos dados da pandemia, a governante sublinhou que o país contabiliza agora 12.070 casos ativos. Relativamente ao número médio de casos secundários resultante de um caso confirmado, de 29 de maio a 2 de junho foi de 1.01, variando entre 0.89 na região Norte, 1.09 na região Centro e 1.02 na região de Lisboa e Vale do Tejo.

Nos últimos 15 dias, destacou Marta Temido, esta zona tem contribuído com cerca de 70% do número de novos casos notificados no país, sendo que mais de metade se concentram nos concelhos de Amadora, Lisboa, Loures, Odivelas e Sintra, onde tem sido promovido o rastreio intensivo da infeção pelo novo coronavírus.

“Em pouco mais de 5 dias realizámos cerca de 14.000 colheitas de amostras biológicas”, adiantou a responsável, agradecendo a todos aqueles que participaram no rastreio. Até à data, foram comunicados os resultados de 4.649 colheitas de material biológico, com uma percentagem de resultados positivos de 3.9%, o que é “um indicador positivo”.

Com o rastreio que tem vindo a ser feito, Marta Temido admite que “é expectável que o número de novos casos se mantenha elevado nos próximos dias, só depois se podendo verificar se começa a descer”. Este aumento, explicou, “estará relacionado com um atraso na curva epidémica na região, estratégia intensiva de rastreio e especificidades associadas às caraterísticas dos novos casos, predominantemente jovens, em idade ativa e assintomáticos”.

De acordo com o boletim epidemiológico publicado este sábado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal regista mais 382 casos confirmados de COVID-19, o que representa um crescimento de 1.1% face ao dia anterior (são 34.351 no total).

Do total de novos casos, 21 foram identificados na região Norte, 10 no Centro, 345 em Lisboa e Vale do Tejo, dois no Alentejo e dois no Algarve.

Nas últimas 24 horas verificaram-se mais 281 casos recuperados, o que eleva para 20.807 o número total de recuperados da COVID-19. Por outro lado, registaram-se mais 9 óbitos (um no Norte e oito em Lisboa e Vale do Tejo).

A taxa de letalidade mantém-se nos 4.3% e sobe para os 17.4% na população acima dos 70 anos.