Voltar

Ministra da Saúde destaca a obrigação de manter comportamentos preventivos

26/08/2020
lavar mãos banner

“Temos a obrigação de manter comportamentos que honrem e respeitem o trabalho que tem sido desenvolvido por todos”, disse esta quarta-feira a Ministra da Saúde, Marta Temido, referindo-se ao “esforço tremendo dos profissionais de saúde e outras estruturas, designadamente sociais, autárquicas, proteção civil e vários organismos da sociedade civil”.

É este esforço, reforçou, que tem permitido ter “uma situação epidemiológica que tem sido acomodável sob o ponto de vista da resposta do sistema de saúde português e concretamente do SNS”.

Em declarações aos jornalistas na conferência de imprensa de atualização dos dados da pandemia, a governante salientou que os últimos resultados sobre a pandemia “sublinham a fragilidade daquilo que são as nossas conquistas”.

De acordo com o relatório de situação publicado hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal regista mais 362 casos de COVID-19, o que eleva para 56.274 o número total de infetados no país.

Do total de novos casos, 109 foram notificados no Norte, 25 na região Centro, 214 em Lisboa e Vale do Tejo, 8 no Alentejo, 5 no Algarve e um nos Açores.

Segundo Marta Temido, a maioria dos casos da região Norte têm “a situação de transmissão identificada”, estando os restantes em investigação. “Estão associados a casos que surgiram em alguns Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) […] para além de outros que já tínhamos identificados em Vila do Conde”.

Já em Lisboa e Vale do Tejo (LVT), o número está associado “a casos que já foram de alguma forma até noticiados, no Hospital Vila Franca de Xira e em duas Estruturas Residenciais para Idosos” (em Santarém e Setúbal).

Nas últimas 24 horas foram registados 163 casos de doentes recuperados da COVID-19 no país, que totaliza agora 41.184 pessoas curadas (73.2%). Por outro lado, foram notificados mais dois óbitos de pessoas com mais de 80 anos na região de LVT.

Neste momento, há 311 pessoas internadas em enfermaria (menos 14) e 38 em unidades de Cuidados Intensivos (menos três).

O país tem atualmente 154 surtos ativos: 60 no Norte, 6 no Centro, 66 em LVT, 10 no Alentejo e 12 no Algarve.

O índice de transmissibilidade é agora de 1 (de 17 a 21 de agosto), o que mostra “um ligeiro decréscimo” face à última atualização. No mesmo período, registou-se uma média de 237 novos casos por dia.

Nos últimos 7 dias a taxa de incidência foi de 15.3 novos casos por 100.000 habitantes e a taxa a 14 dias foi de 29.7 novos casos por 100.000 habitantes.