Voltar

Mais de 50 mil casos suspeitos transportados pelo INEM

08/10/2020
covid banner

A atividade do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) no âmbito da resposta à COVID-19 aumentou na primeira semana de outubro. Entre os dias 28 de setembro de 4 de outubro foram transportados 2.296 utentes com suspeita de infeção por Sars-Cov-2 (que provoca a doença COVID-19).

No mesmo período, foram efetuadas 236 recolhas de amostras biológicas para detetar infeção por SARS-CoV-2.

De acordo com o INEM, os meios afetos à Delegação Regional do Norte transportaram 924 utentes e na Delegação Regional do Sul, 858. Na região centro transportaram 407 casos suspeitos e no Algarve 107 utentes.

O INEM revela que os seus meios já transportaram, desde o dia 1 de março “mais de 50 mil casos suspeitos (51.297) às diversas unidades de saúde”.

Informa, ainda, que atividade das quatro equipas de recolha de amostras, uma por cada Delegação Regional, que entraram em atividade em 10 de março, já efetuaram 24.708 colheitas de material biológico para análise.

O INEM recorda que a definição de caso suspeito de COVID-19 é, entre outros e de acordo com as normas em vigor¸ qualquer situação de falta de ar (dispneia) triada pelos Centros de Orientação de Doentes Urgentes.

Fonte: Serviço Nacional de Saúde – Covid-19 | Atividade INEM