Voltar

Mais de 5.500 profissionais de saúde contratados para o SNS

05/06/2020
hospital banner

O Secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, esclareceu esta sexta-feira que serão contratados 5.510 profissionais de saúde para o Serviço Nacional de Saúde (SNS) no total.

“Relativamente ao reforço de profissionais de saúde, vamos contar com os 2.800 que já foram contratados no âmbito da COVID-19 e a esses vão ser acrescentados os 2.710 que o senhor Primeiro Ministro referiu [ontem]”, disse o governante aos jornalistas, na conferência de imprensa de atualização dos dados da pandemia. No total, adiantou o responsável, serão contratados 5.510 profissionais de saúde para o SNS.

Lacerda Sales disse também que assinou hoje um despacho a autorizar a “mobilidade temporária de médicos e enfermeiros para serviços e estabelecimentos de saúde situados na área geografia de influência da Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve, de acordo com as necessidades publicitadas por aquela administração regional”.

Este ano, explicou, acresce a necessidade de ajustamento da prestação de cuidados de saúde nos postos de praia, no âmbito do Plano Verão e no âmbito da situação epidemiológica que o país atravessa. Segundo o governante, os profissionais de saúde poderão ver as vagas na página da ARS e candidatar-se por e-mail.

Questionado sobre a situação nos lares de idosos, o Secretário de Estado da Saúde adiantou que registaram 529 óbitos desde o início da pandemia, 273 dos quais na região Norte, 141 no Centro, 109 em Lisboa e Vale do Tejo, um no Alentejo e cinco no Algarve.

Desde o dia 22 de abril que a Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI) está sem registo de qualquer óbito por COVID-19, tendo registado 15 mortes desde o início da pandemia. António Lacerda Sales indicou que 13 unidades da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados registam atualmente casos positivos de covid-19, num universo de 362.

“São hoje 26 os doentes infetados com coronavírus, o que representa uma diminuição em relação aos últimos dias”, destacou.

De acordo com o boletim epidemiológico publicado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal regista esta sexta-feira 33.969 casos confirmados de COVID-19, mais 377 do que no dia de ontem, o que corresponde a um aumento de 1.1%.

Por outro lado, registam-se 1.465 mortes relacionadas com a covid-19, mais 10 do que na quinta-feira, ou seja, mais 0.7%.

Na Região de Lisboa e Vale do Tejo (12.473), onde se tem registado maior número de surtos, há mais 336 casos de infeção (+2,8%).

Segundo a última atualização, existem 475 doentes internados em hospitais, mais 30 do que na quinta-feira, dos quais 64 em Unidades de Cuidados Intensivos (mais 4).