Voltar

Mais de 2,7 milhões de pessoas inscritas na plataforma “Autoreport e Trace COVID-19”

16/12/2020

A plataforma “Autoreport & Trace COVID-19”, desenvolvida pela Direção-Geral da Saúde (DGS) e pelos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS), conta já com o registo de 2 milhões e 735 mil utentes, que foram monitorizados por mais de 15 mil profissionais de saúde desde o início da pandemia.

Mais de 132 mil utentes (132.710) em isolamento reportaram a evolução do seu estado de saúde na plataforma, através do “Registar Sintomas”, um sistema de auto-reporte que é preenchido diariamente num formulário digital.

Esta tem sido uma ferramenta fundamental no suporte à abordagem das pessoas com suspeita e confirmação de infeção por SARS-CoV-2 e seus contactos, apoiando diariamente a prestação de cuidados de saúde no âmbito da pandemia COVID-19 e a intervenção das autoridades de saúde e equipas de saúde pública.

Este modelo inovador, assente na telemedicina, foi elaborado com base na norma 004/2020 da DGS, que estabelece os procedimentos a adotar na abordagem ao doente com suspeita ou infeção por SARS-CoV-2.

Neste sentido, o serviço permite o acompanhamento de sintomas, vigilância e monitorização de doentes e suspeitos de COVID-19, bem como dos seus contactos, sem necessidade de presença física nos serviços de saúde. Desde junho, foram submetidas mais de 521 mil auto-vigilâncias, o que se traduz numa poupança de cerca de 50 mil horas de trabalho, ao longo destes meses.

Através da funcionalidade Autoreport COVID-19, o serviço permite aos utentes auto-reportar os seus sintomas, diariamente ou noutra periodicidade definida, de acordo com os critérios de qualidade e segurança definidos pela Norma 004/2020.

Esta solução permite, assim, um acompanhamento continuo, remoto e em grande escala aos utentes suspeitos ou diagnosticados com COVID-19, que se encontram em vigilância no domicílio.

Ontem, o projeto da DGS e da SPMS foi distinguido pela Federação Internacional dos Hospitais (International Hospital Federation-IHF), no âmbito do combate à pandemia.

No concurso ‘Programa de Reconhecimento da Resposta à COVID-19’ (‘IHF Beyond the Call of Duty for COVID-19’), a SPMS e a DGS foram duas das entidades vencedoras do Serviço Nacional de Saúde.

Esta foi a terceira vez que o modelo desenvolvido pela DGS e pela SPMS foi distinguido. Em novembro, o projeto recebeu a segunda menção honrosa na 7ª edição de Prémios Healthcare Excellence e, já este mês, foi finalista do prémio IPPS – ISCTE Políticas de Saúde – Categoria Administração Central.