Voltar

Mais 814 casos de recuperação. Medo não pode paralisar os portugueses

enfermeiro banner

O número de recuperados da COVID-19 voltou a registar uma forte subida nas últimas 24 horas. Com um aumento de 814 casos de recuperação, o país tem agora 4.636 pessoas recuperadas da infeção provocada pelo novo coronavírus.

Os números constam do boletim epidemiológico publicado pela Direção-Geral da Saúde (DGS) e foram apresentados este domingo pelo Secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, na conferência de imprensa de atualização dos dados da pandemia.

Segundo o governante, o número de recuperados corresponde a 16% do total de casos confirmados de COVID-19 até à data. De acordo com a última atualização, Portugal contabiliza 29.036 casos confirmados da doença, mais 226 do que no dia de ontem, o equivalente a um aumento de 0.8%.

Por outro lado, o país tem 1.218 óbitos relacionados com a COVID-19, sendo que a taxa de letalidade de situa nos 4.2% para a população em geral e nos 15.6% nas faixas etárias acima dos 70 anos.

Do total de casos confirmados, 77.6% encontram-se em domicílio e 649 casos em internamento, dos quais 108 em unidades de Cuidados Intensivos, menos 7 do que ontem.

Relembrando que o país inicia amanhã a segunda fase de desconfinamento, o Secretário de Estado da Saúde sublinhou que o medo “não deve paralisar” os portugueses, mas sim torná-los “mais atentos e vigilantes” naquela que é uma missão coletiva: “zelar pela nossa saúde e pela de quem nos rodeia”. Nesta fase, alertou, “a responsabilidade dos portugueses é tão determinante como tem sido até aqui”.

Na sua intervenção inicial, Lacerda Sales adiantou que desde o dia 1 de março foram realizados cerca de 636.000 testes de diagnóstico à COVID-19 em Portugal, sendo que o dia 14 de maio foi aquele em que foram realizados mais testes, com um total de 7.750.

“Já não nos limitamos a testar, procuramos respostas junto do vírus para que o possamos combater de forma mais eficaz”, adiantou, lembrando que o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge já sequenciou mais de 400 amostras do novo coronavírus, provenientes de 44 laboratórios.