Voltar

Linha de apoio psicológico já atendeu 16.000 chamadas

14/06/2020
idoso no telemóvel banner

O Secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, revelou este domingo que a linha de apoio psicológico, disponível através do SNS 24, já atendeu cerca de 16.000 chamadas desde que está em funcionamento, 1.500 das quais de profissionais de saúde. 

“Este serviço foi muito importante durante o tempo de confinamento, mas continua ser no esclarecimento de dúvidas e angústias dos cidadãos a qualquer hora”.

O responsável aproveitou também para fazer um ponto de situação da plataforma de vigilância clínica Trace COVID, na qual estão inscritos mais de 73.000 profissionais e um total acumulado de 543.000 pessoas. 

Durante a conferência de imprensa de balanço da pandemia, referiu que Portugal regista casos positivos de COVID-19 em 246 Estruturas Residenciais para Idosos, ou seja, menos de 10% do universo de lares do nosso país – o que é uma “notícia positiva”.  

O Secretário de Estado da Saúde lembrou que amanhã é dia de retoma de mais serviços em Portugal, nomeadamente dos ATLs e da atividade termal. Sobre esta última, lembrou, foi publicada ontem uma orientação da DGS de forma a que as pessoas se sintam seguras para retomar este tipo de tratamentos. 

No Dia Mundial do Dador de Sangue, deixou uma “palavra de reconhecimento” a todos os dadores de sangue. “São mais de 83.000 registados no Instituto Português de Sangue e Transplantação. Foram cruciais para salvar vidas nos tempos difíceis que vivemos. Muito obrigada a todos. Continuamos a contar com todos e com outros que se possam juntar nesta missão. As dádivas são cruciais para a recuperação da atividade cirúrgica nesta nova fase”.

Como habitualmente, Lacerda Sales começou por apresentar os números mais recentes. De acordo com o boletim epidemiológico publicado hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal regista este domingo mais 227 casos confirmados de COVID-19, ou seja, mais 0.6%, o que eleva para 36.690 o número total de infetados pelo novo coronavírus. 

Dos novos casos identificados de sábado para domingo, cerca de 90% foram notificados na região de Lisboa e Vale do Tejo. 

Segundo Lacerda Sales, do total de casos ativos, 96.6% encontram-se a recuperar no domicílio e 3.4% estão em internamento, dos quais 0.6% em unidade de Cuidados Intensivos e 2.8% em enfermaria. 

Nas últimas 24 horas foram registados mais 231 casos de recuperação em Portugal, pelo que o país contabiliza agora 22.669 pessoas curadas da COVID-19. Verificam-se, ainda, 1.517 óbitos relacionados com a infeção.