Voltar

Já foram tratados 133 doentes com Remdesivir

29/07/2020

O Serviço Nacional de Saúde (SNS) já tratou 133 doentes com COVID-19 com o fármaco Remdesivir desde o início da pandemia, anunciou esta quarta-feira o presidente da Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed).

Em declarações aos jornalistas na conferência de imprensa de atualização dos dados da COVID-19, Rui Ivo explicou que este medicamento está a ser distribuído no país através de um programa de “acesso especial”.

Neste momento, o fármaco é objeto de uma autorização condicional da Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla inglesa) para o tratamento da covid-19 em adultos e adolescentes com mais de 12 anos com pneumonia e que precisem de oxigénio.

“Temos conseguido assegurar a disponibilização do medicamento aos doentes para os quais ele tem sido prescrito. Neste momento, foram já tratados com Remdesivir 133 doentes no SNS. Neste âmbito, foi anunciado hoje pela Comissão Europeia que vão ser disponibilizadas quantidades adicionais do medicamento”, adiantou o presidente do Infarmed.

Ainda sobre o mesmo tema, a Secretária da Estado Adjunta e da Saúde, Jamila Madeira, destacou que houve uma subida da despesa do SNS em medicamentos em ambulatório entre janeiro e junho deste ano para os 683 milhões de euros, mais 5,4% face ao período homólogo de 2019. Já a despesa do SNS em medicamentos em meio hospitalar ascendeu a 671 milhões nos primeiros seis meses do ano, ou seja, um crescimento de 1%.

“O contexto de pandemia não reduziu o acesso dos portugueses aos medicamentos pelo SNS. De janeiro a julho de 2020 foram também já aprovados 36 novos medicamentos para utilização pelos utentes, com particular incidência nas áreas de oncologia, anti-infeciosos, cardiovasculares e neurologia, possibilitando mais opções terapêuticas”, referiu.