Voltar

“Isto é uma maratona, não é um sprint”

19/06/2020
enfermeiro com máscara banner

A frase pertence à Ministra da Saúde, Marta Temido, e foi proferida esta sexta-feira, em declarações aos jornalistas, na conferência de imprensa de atualização dos dados da pandemia da COVID-19.

“Isto é uma maratona, não é um print. Não é possível baixar a guarda e estão redondamente enganados aqueles que pensam que podem regressar às suas vidas na normalidade anterior”, alertou a governante.

Esse regresso à normalidade, lembrou, “só acontecerá quando uma vacina ou um tratamento eficaz forem descobertos”. Até lá, prosseguiu, o Ministério da Saúde não hesitará “em utilizar as medidas de saúde pública necessárias a que a supressão de doença seja efetivamente adquirida, conquistada para todos e disseminada”.

Marta Temido recordou que “os portugueses fizeram sacrifícios enormes nos últimos tempos”, pelo que “não podemos correr o risco de deixar que esse esforço seja desperdiçado”.

Mais uma vez, a Ministra da Saúde apelou à responsabilidade individual dos portugueses: “O comportamento individual é a melhor forma de cada um se proteger a si, proteger os mais expostos e vulneráveis, proteger o sistema de saúde”.

De acordo com o boletim epidemiológico publicado hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal regista mais 467 doentes recuperados da COVID-19, ou seja, um total de 24.477 casos de recuperação da infeção provocada pelo novo coronavírus.

À semelhança do que aconteceu ontem, o número de recuperados voltou a ser superior ao de infetados, que registou um aumento de 375 nas últimas 24 horas, mais 1%, elevando para 38.464 o número total de casos confirmados de COVID-19 no país.

A última atualização do relatório indica que ocorreram mais três óbitos relacionados com a pandemia, que já provocou um total de 1.527 mortes.