Voltar

Diretora-Geral da Saúde lembra os cuidados a ter no isolamento

23/11/2020
isolamento social idoso banner

A Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas, deixou esta segunda-feira uma mensagem às pessoas “que, tendo de ficar em isolamento no seu domicílio, partilham a habitação com outras pessoas”, para que tomem todas as precaução, de forma a protegerem os seus coabitantes.

Na conferência de imprensa de atualização dos dados da COVID-19, a responsável lembrou que quem tem indicação para isolamento não deve receber visitas, deve higienizar as mãos e cumprir a etiqueta respiratória.

Por outro lado, é importante monitorizar a temperatura corporal e outros sintomas da doença e, se possível, isolar-se numa divisão de uso exclusivo.

Entre os principais cuidados a adotar, a Diretora-Geral da Saúde lembrou a necessidade de promover a ventilação adequada de toda a habitação e de colocar os seus resíduos num saco próprio.

Quem está em isolamento deve utilizar uma casa de banho diferente dos restantes coabitantes, ou, se tal não for possível, garantir que a casa de banho é adequadamente limpa depois de cada utilização.

Os espaços comuns devem ser utilizados ao mínimo, sempre com máscara e mantendo a distância física e a higiene das mãos.

Não é recomendada a partilha de objetos, como pratos, copos, toalhas, telemóveis ou comandos. Se não for possível, desinfete os equipamentos antes e após cada utilização.

“Tente manter as restantes rotinas intactas, tais como horários de alimentação e de sono, e uma alimentação variada e saudável. Tente praticar atividade física”, recomendou a Diretora-Geral da Saúde.

Graça Freitas reconhece que “estar isolado pode ser uma tarefa difícil”, por isso é importante “manter o contacto com amigos e familiares, recorrendo à tecnologia disponível”.

“Lembre-se que o isolamento é temporário. Ao adotar estas medidas, ajuda a travar a transmissão do vírus e protege aqueles que o rodeiam”, concluiu a especialista em saúde pública.