Voltar

DGS lembra que não são permitidos ajuntamentos de mais de 10 pessoas nos santos

12/06/2020
64_Distanciamento e Isolamento _desktop

A Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas, lembrou esta sexta-feira que “não é permitida a realização de celebrações, eventos e atividades que originem a aglomeração de pessoas em número superior a 10” na região de Lisboa e Vale do Tejo. Referindo-se às celebrações de Santo António, a responsável referiu que estão “previstas medidas de fiscalização efetivas para aconselhar a não concentração de pessoas e a sua dispersão”.

Até domingo de manhã, lembrou, “devem ser reforçadas as regras de ocupação, permanência, distanciamento físico e higiene relativas aos estabelecimentos de prestação de serviços de comércio e retalho e de restauração”, nomeadamente as que estão previstas na legislação em vigor, nas orientações da Direção-Geral da Saúde e no despacho da autarquia de Lisboa.

“Pretende-se que as pessoas desfrutem do processo de desconfinamento, desta nossa nova normalidade, mas que desfrutem em segurança, salvaguardando a sua saúde, bem como a saúde de todos, cumprindo as regras estabelecidas, divertindo-se, mas não facilitando”, frisou a Diretora-Geral da Saúde.

O apelo, sublinhou, “é para que passemos os santos populares com a diversão possível, mas sem facilitar a transmissão do vírus”.
A Secretária de Estado Adjunta e da Saúde, Jamila Madeira, passou uma mensagem semelhante, lembrando a necessidade de ajustar as celebrações às “exigências do tempo de exceção que vivemos”.

“Todos desejamos que passe rápido, que consigamos voltar aos nossos hábitos, às nossas rotinas, às nossas tradições, aos nossos afetos. Mas também sabemos que a realidade é marcada por riscos que não podemos ignorar e temos de continuar a encará-la com a mesma determinação que até aqui”, afirmou aos jornalistas.

De acordo com o boletim epidemiológico publicado hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal registou mais uma morte por COVID-19 nas últimas 24 horas, contabilizando agora um total de 1.505 óbitos relacionados com a pandemia. Por outro lado, verificam-se mais 270 casos confirmados da doença provocada pelo novo coronavírus, o que eleva para 36.180 o número de infetados (um crescimento de 0.8% em relação a ontem).

“Dos novos casos assinalados, em linha com a realidade das últimas semanas, cerca de 90% pertencem à região de Lisboa e Vale do Tejo e destes 25% a cinco concelhos da Área Metropolitana de Lisboa”, adiantou a governante.

De acordo com o relatório de situação de hoje, verificam-se 22.200 doentes recuperados, o que significa um aumento de 198, ou seja, 0.9% em relação ao dia de ontem.