Voltar

DGS lança orientações sobre alimentação nos lares de idosos

13/04/2020
lar de idosos banner

A Direção-Geral da Saúde (DGS) publicou um guia com orientações para o fornecimento e distribuição de uma alimentação segura e de organização do espaço físico por forma a minimizar o risco de infeção por COVID-19 nas Estruturas Residenciais para Idosos (ERPI), Unidades de Cuidados Continuados Integrados e outras respostas dedicadas a pessoas idosas.

Entre os conselhos, a DGS sugere a reorganização do espaço de refeições ou do modelo de serviço, de forma a permitir uma distância de segurança de um a dois metros entre utentes e garantindo que não ficam sentados frente a frente.

Na distribuição das refeições, os colaboradores devem, entre outras medidas, utilizar máscaras cirúrgicas, lavar adequadamente as mãos antes de começar o serviço, evitar tocar nos olhos, boca e nariz e oferecer uma solução alcoólica aos utentes para que higienizem as mãos antes e depois das refeições.

Quando a distribuição de refeições é feita no domicílio, é necessário assegurar a higienização do veículo de transporte antes e depois de cada momento de distribuição de refeições e utilizar máscara cirúrgica no momento da entrega, entre outros cuidados.

Na preparação e confeção de refeições, os profissionais devem assegurar as boas práticas de higiene. Contudo, lê-se no manual, “reforçar estas boas práticas neste período é de extrema importância”. Assim, o documento destaca as “Cinco Chaves para uma Alimentação mais Segura” definidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS): manter a limpeza, separar alimentos crus de cozinhados, cozinhar bem os alimentos, manter os alimentos a temperaturas seguras e utilizar matérias primas seguras.

Saiba mais sobre as Estruturas Residenciais para Idosos (ERPI), Unidades de Cuidados Continuados Integrados e Outras Respostas Dedicadas a Pessoas Idosas