Voltar

Apenas 0,3% das pessoas vacinadas contraíram COVID-19

23/08/2021
vírus banner

Entre janeiro e 8 de agosto de 2021, foram identificados 16.671 casos de infeção em 5.467.487 pessoas com esquema vacinal completo contra a COVID-19 há mais de 14 dias. Os dados mais recentes da Direção-Geral da Saúde (DGS) revelam, assim, que apenas 0,3% das pessoas vacinadas contraíram o vírus SARS-CoV-2.

Entre estes casos, registam-se 115 pessoas internadas com diagnóstico principal por COVID-19 e 50 internadas com diagnóstico secundário. Dos internados com diagnóstico principal COVID-19, 67% tinham mais de 80 anos.

No mesmo período foram registados 168 óbitos em pessoas com esquema vacinal completo. Destes, 81% (134) tinham mais de 80 anos.

De ressalvar que o número de internados é provisório, uma vez que a consolidação destes dados só ocorre um a dois meses após o diagnóstico. Pela mesma razão, o risco de hospitalização é sempre apresentado com maior atraso do que o risco de morte (letalidade).

“Independentemente da realização de mais estudos, a proteção oferecida pela vacina parece reduzir três vezes o risco de morte na população mais idosa”, destaca o relatório.

A população mais vulnerável à COVID-19 encontra-se quase totalmente vacinada, pelo que é esperado que a proporção de casos com esquema vacinal completo no total de óbitos aumente. No entanto, é realçado que a pequena proporção de pessoas não vacinadas em idades mais avançadas é responsável por 40% dos óbitos, o que reforça a proteção conferida pelas vacinas contra a doença grave e morte.

Esta monitorização é efetuada pela DGS, INFARMED – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) e Task Force para a Vacinação COVID-19.